terça-feira, 13 de janeiro de 2009

- Vise-e-versa

À noite me lembra quando eu era menor e via meu pai chegando em casa do trabalho, cansado, dava um beijo na minha mãe, sentava-se à mesa, fazia uma oração e todos jantávamos juntos. Hoje já é o contrario, eu chego em casa, cansado do meu trabalho.
meu pai ta no sofá cochilando. como qualquer besteira tomo um banho e vou dormi. analisando as duas situações ontem antes de dormi. eu vi que mesmo independente, com meu trabalho e com meu dinheiro, eu ainda sou o filho e aquele velho que passa o dia todo sem fazer nada em casa é o meu Pai que eu tanto amo.

3 comentários:

Ed Anjos (y) disse...

que coisa linda.
me fizesse lembrar um filmezinho da minha infancia.
ai ai, marejei.

Jotta disse...

Um dia tudo fica ao contrário... Me dizia um sábio professor!

bços

Leo Pinheiro disse...

Apesar de crecermos, sempre seremos filhos...

Mesmo qdo a gente for pai, continuaremos sendo filhos... Com as mesmas expectativas de sempre sobre nossos modelos.