segunda-feira, 23 de março de 2009

- Trago de casa.

Foi simples assim.
Que me levantei da cama o quarto ainda com o cheiro forte, fruto de uma relação intensa, fazia frio eu fui logo acendendo um cigarro, na cama ainda estirado um corpo escultural, parecia que tinha sido feito pelos meus sonhos. Pela minha imaginação. E foi de trago em trago que fui lembrando cada movimento cada gemido.

3 comentários:

Jotta disse...

esse cigarro junto com a escultura daquilo que antes foi a matéria prima pra produção dos gemidos e movimentos é o momento perfeito, né?!

bços

Jéssica do Vale. disse...

Adorei, Tiu!
Super forte!

Ed Anjos (y) disse...

perfeito