quarta-feira, 5 de novembro de 2008

- Nem espere.

você está sozinho.
você e a torcida do flamengo. em frente a tevê,
devora dois pacotes de doritos enquanto espera o telefone tocar.
bem que podia ser hoje, bem que podia ser agora, um amor novinho em folha. trimmm!
- é sua mãe, quem mais poderia ser?
Amor nenhum faz chamadas por telepatia. amor não atende com hora marcada.
ele pode chegar antes do esperado e encontrar você numa fase galinha,
sem disposição para relacionamentos sérios. ele passa batido e você nem aí.
Ou pode chegar tarde demais e encontrar você desiludido da vida, desconfiado, cheio de olheiras. o amor dá meia-volta, volver.
por que o amor nunca chega na hora certa? agora, por exemplo, que você está de banho tomado de camisa vermelha e jeans. agora que você está empregado, lavou o carro e está com grana para um cinema. agora que você pintou o apartamento, ganhou um porta-retrato e começou a gostar de Los. agora que você está com o coração às moscas e morrendo de frio. o amor aparece quando menos se espera e de onde menos se imagina.
jamais espere ouvir "eu te amo" num jantar à luz de velas, no dia dos namorados.
ou receber flores logo após a primeira transa. o amor odeia clichês. você vai ouvir "eu te amo" numa terça-feira, às quatro da tarde, depois de uma discussão,
e as flores vão chegar no dia que você tirar carteira de motorista,
depois de aprovado no teste de baliza.
idealizar é sofrer. amar é surpreender.

4 comentários:

Ed Anjos (y) disse...

Amor nenhum faz chamadas por telepatia. amor não atende com hora marcada.'

Vou nem falar as coisas todas q falei por msn.
sou teu fã, isso eu repito.

FOXX disse...

lindo texto
me fez sorrir

Jotta disse...

Olha só Tiu, tu tás de sacanagem comigo né?!
Me passa logo o nome dessa parada q tu tá tomando pow, esse troço é mto bom e deixa a nossa caneta afiadíssima...

bços

Sano(Dinho) disse...

Caralho.
Muito bom o texto.
Me fez sorrir[2]
:]